Por que Estimular as Inteligências do Seu Filho Pode Salvar a Vida Dele

9 de novembro de 2015 , In: Experiências, Relatos , With: No Comments
0

Decidi começar a nossa conversa aqui no Ciranda Contada falando um pouco a respeito de uma prática extremamente simples, mas nada fácil. Um tema, quem sabe um pouco polêmico, mas que talvez sirva para a sua e para a minha reflexão.

Não é novidade para ninguém que hoje em dia, muito se fala sobre a importância de preservarmos o meio ambiente e sobre a escassez dos mais diversos tipos de recursos naturais. No próprio currículo escolar, podemos ver o quanto as crianças são incentivadas a debater sobre essas questões. Mas, pensando com os meus botões, cheguei à conclusão de que para mim, o recurso mais escasso atualmente é, na verdade, a INTELIGÊNCIA.

Algumas pessoas de mais idade ou mais “radicais” gostam de dizer que a humanidade está sendo imbecilizada. Particularmente eu não gosto muito dessa palavra, mas, entendo o raciocínio que as levou a pensar dessa forma.

Com a evolução da internet e da facilidade do compartilhamento de informações que ela nos proporcionou, veio também o compartilhamento da ignorância. O que é algo completamente contraditório, eu sei. Mas a verdade é que, a internet, que tem tanto potencial de nos servir como uma ferramenta facilitadora de acesso ao conhecimento, acaba assumindo também um papel de propagadora de lixo virtual, quando não usada corretamente, de estimuladora da preguiça mental.

Hoje, está na cara que informação tem de sobra, mas o que ninguém percebe é que se sairá melhor aquele que possuir o diferencial de saber o que fazer com essa informação. E aí é que são elas! Nem todo mundo sabe fazer isso. É por isso que gosto de pensar que, atualmente, ser inteligente é uma verdadeira questão de sobrevivência!

Sei também que é por esse mesmo motivo que você, como bom pai ou boa mãe que é, muito provavelmente deve pensar “Verdade, Anna! E é por isso que ensino meu filho desde cedo a ESTUDAR MUITO, para que ele tenha os melhores empregos e salários”. Sua atitude é louvável, mas te convido a refletir sobre o seguinte: Já parou para pensar que, com o passar dos anos e avanços tecnológicos, torna-se cada vez mais comum as empresas facilmente substituírem pessoas por máquinas?

Pois é, e isso pra citar apenas um exemplo. Poderia aqui levantar diversas razões para o estímulo das inteligências ser tão benéfico para o seu filho. Aliás, fico feliz em te dizer que sim, teremos espaço para conversar sobre isso e muito mais ao longo dessa coluna.

Porém, nesse primeiro momento gostaria de tocar na ferida do “ser feliz e bem sucedido na vida”, uma das maiores preocupações da humanidade e desejo de muitos pais e mães para seus filhos. Sob o ponto de vista de penetração no mercado de trabalho, acredito que estimular as INTELIGÊNCIAS do seu filho pode fazer toda diferença para ele porque o que o mercado está buscando é criatividade, cultura, ou seja, tudo o que uma máquina não pode oferecer. Ninguém quer mais diplomas.

Estimulando seu filho a ESTUDAR, e somente isso, você está empurrando-o num precipício, num ciclo que talvez até te soe familiar: estudar > tirar boas notas > passar de ano > conseguir o diploma > descobrir que um diploma não basta > conseguir mais diplomas > busca incessante pelos melhores empregos e salários > viver preso nessa corrida de ratos até se tornar um adulto que, pode até ganhar muito bem, mas vive completamente frustrado e com os talentos e sonhos apagados.

Estimulando seu filho a ESTUDAR, e somente isso, você está dizendo que o objetivo final é passar de ano, ter o diploma e conseguir um bom emprego e salário, e não se tornar mais inteligente, consciente de si mesmo e de suas potencialidades. Por experiência própria digo que é triste demais ver alguém percebendo que gastou tempo e energia na direção errada. Tenho certeza de que você não quer isso para o seu filho.

De repente, você não deva estimular seu filho a estudar MAIS. Quem sabe você deva estimular seu filho a estudar MELHOR. Assim, com o passar dos anos o seu filho se tornará mais e mais inteligente e os bons empregos e salários serão sempre uma consequência de sua inteligência, nunca a sua causa. E o melhor de tudo é o alívio de saber que ele vai estar fazendo isso alinhado com suas paixões e valores.

Se puder resumir: Acredito que o estímulo precoce das inteligências pode salvar a vida do seu filho porque, fazendo isso, você está o ensinando a ter algo a mais para oferecer. Você o está expondo desde cedo a uma experiência autêntica de autoconhecimento. Você permite que ele tenha contato direto e que ele enxergue quais são suas verdadeiras forças, dons e talentos (pontos fortes) e, principalmente, permitindo ficar mais consciente de suas limitações e áreas em que precisam se elevar (pontos fracos).

Uma vez consciente disso, o indivíduo passa a ser capaz de ser o protagonista de sua vida, seguindo pelo caminho que bem escolheu sempre buscando a melhor versão de si mesmo.

Anna Djamila Lima

Sem Comentáros... Por enquanto...

ESCREVA UM COMENTÁRIO

 

Nascida em Itabuna, signo de Peixes. Formada em Relações Públicas, mas Educadora de construção e coração. Amo minha família e minha ocupação favorita é SER MÃE. Amo os livros! Sonho em ter uma Livraria ou uma ONG para animais abandonados. Cheia de ideias, criatividade não me falta, sou exagerada, falo muito. Faço meditação para conversar com Deus!

 

Continue Lendo

@cirandacontada

Anuncie!