2014: um ano de 1.460 dias.

31 de dezembro de 2014 , In: Impressões, Relatos , With: One Comment
0
Não fui daquelas que sonhava desde pequena em ser mãe. Não gostava de brincar de boneca. Achava incompreensível a reação melosa das pessoas ao se depararem com um bebê desconhecido. Não tinha vontade, nem jeito para pegar um bebê no colo. Me achava estranha por gostar mais de cachorro do que de gente.
Calma, não me entendam mal. Eu não era nenhuma bruxa que espantava criancinhas… Alto lá! rs A verdade é que eu não sentia aquela quase histeria feminina quando estava diante de um bebê, apenas me encantava com a inocência infantil.
Por 30 anos não esperei pelo momento de ser mãe.
Não sei explicar o que aconteceu quando eu “balzaqueei”. Como num
passe de mágica, o mundo se revelou diferente pra mim. Passei a ver bebês em todos os lugares e até a achá-los lindos, muito lindos! Me estranhei.
Veio uma vontade avassaladora e sem precedentes de ser mãe.
Fiquei confusa. Não me reconheci.
Resolvi relaxar e me deixar levar.
É incrível como as coisas acontecem na hora certa. Simplesmente acontecem! Tempos depois, lendo um e-mail que eu mandei para o meu pai quando eu ainda morava em Angola, descobri que eu já tinha planos de engravidar aos trinta. Mas isso eu conto numa outra história rs.
O fato é que tudo deu certo. Muito certo! Como se baixa um santo, a maternidade encarnou em mim de uma hora para a outra. Engravidei em seguida. De gêmeos!
Nove meses para eu me transformar em mãe. Para ter a minha primeira experiência com uma fralda. Para produzir as minhas primeiras gotas de leite. Para gerar dois seres. Para nutrir o maior amor do mundo.
——-
A encomenda era um texto de final de ano, uma retrospectiva de 2014… rs Desculpe, Bia, minha querida amiga, mas a emoção me levou ao ano de 2010, onde esse ano de 2014 verdadeiramente começou para mim.
——
A maternidade me revelou.
Quatro anos se passaram… Parece que foi ontem! Eu ainda olho para os meus filhos admirada e agradecida por tamanha benção.
Meu coração dispara só de olhar para o porta-retrato na sala e os vê-los tão perfeitos, tão saudáveis, tão adoráveis. Parece um sonho! Suspiro e agradeço profundamente por esses quatro anos de amor, plenitude, alegrias e aprendizado.
É muita emoção, é muito sentimento bom junto. Tudo de melhor que há neles, em mim, na vida, somados. Assim termino 2014, relembrando que esse ano teve muito mais que 365 dias.
Em todos eles, vivi muitas descobertas com os meus filhos. Eles agora estão vivenciado a fase das opiniões, reflexões, questionamentos… Se sentem mini-adultos! rs Uma delícia! Ô fase divertida! Sempre acho que estou vivendo a melhor fase. Quer maior presente que o próprio presente? É o momento que podemos fazer, que podemos participar, que podemos contribuir, que podemos usufruir.
Tento aproveitar cada segundo com os meus filhos. Eles estão crescendo rápido demais!  Olho para o presente e me assusto com a velocidade do tempo. Espichados, é cada vez mais pesado carregá-los. Estão crescendo, mas ainda querem colo. E a minha vontade é que essa vontade nunca passe.
Olho pra frente e vejo tanta coisa legal que ainda vamos viver! Cada fase que será melhor que a outra! Tanta coisa para compartilhar, tanto aprendizado, tanto amor para consumir!
Olho para trás e vejo como foi legal tudo que aconteceu. Da forma certa, na hora certa. Agradeço, agradeço, agradeço pelos 1.460 dias de 2014.

 

  1. Responder

    Olá Beatriz, Meu nome é Auxiliadora Xavier.
    Tudo bem com você?
    Feliz 2015, recheado de muita saúde.
    Amo seu blog, viu?
    Estou lhe escrevendo para pedir-lhe instruções sobre "como jogar o "Eu conto"". Não tenho filhos, mas tenho duas sobrinhas, Flávia e Isabelle (7 e 4 anos respectivamente) para as quais amo contar histórias e tento inseri-las no mundo da leitura. Pois é, adquiri o jogo, no entanto não vem com nenhuma instrução, como li aqui no seu blog que você se diverte bastante com sua filhota jogando-o que resolvi lhe escrever. Me ajuda ai vai. Aguardo ansiosa por seu retorno. Abraços. Meu e-mail é auxi.xavier@gmail.com

ESCREVA UM COMENTÁRIO

 

Nascida em Itabuna, signo de Peixes. Formada em Relações Públicas, mas Educadora de construção e coração. Amo minha família e minha ocupação favorita é SER MÃE. Amo os livros! Sonho em ter uma Livraria ou uma ONG para animais abandonados. Cheia de ideias, criatividade não me falta, sou exagerada, falo muito. Faço meditação para conversar com Deus!

 

Continue Lendo

@cirandacontada

Anuncie!